Conecte-se conosco

Polícia

Médica sequestrada em Erechim ficou nas cidades de Itá e Chapecó antes de ser levada para o cativeiro

Publicado

em

A médica Tamires Regina Gemelli da Silva Mignoni, 30 anos, foi resgatada na noite desta quarta-feira (21) em Cantagalo, no Paraná. Ela estava desaparecida desde sexta-feira (16), quando foi vítima de um sequestro em Erechim, no norte do Rio Grande do Sul.

A polícia encontrou o cativeiro em que a médica era feita refém e prendeu três pessoas, um mulher e dois homens, um dos homens trabalhava como taxista e o outro como vigilante de uma agência bancária, em Laranjeiras do Sul. De acordo com a chefe da Policia Civil do Rio Grande do Sul, Nadine Anflor, o lugar fica no centro de Cantagalo, a 400 km de Erechim e a 35 km de Laranjeiras do Sul, onde o pai da vítima é prefeito.

Foto: Arquivo pessoal

Os diretamente envolvidos no sequestro estão presos e estão sendo transferidos para o presidio de Erechim.

Tamires foi encontrada cinco dias após ser sequestrada em Erechim. Ela saía do trabalho em uma unidade de saúde, por volta das 11h20min, quando foi abordada por um casal. A operação de resgate foi realizada entre a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e a Polícia Civil do Paraná.

Ainda de acordo com a delegada, após ser sequestrada, Tamires foi levada para Itá, posteriormente para Chapecó e após levada para o Paraná.

A delegada ainda informou que a investigação inicial aponta que o crime não tem ligação com a Politica.

O conteúdo do RS Agora é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Notícias da Semana