Conecte-se conosco

Polícia

Perseguição, tiroteio e dois presos

Publicado

em

Na manhã desta segunda-feira, dia 25, pouco antes das 10h, iniciou em Montenegro uma perseguição policial que teve como desfecho um grande cerco com utilização de viaturas de várias cidades e até o helicóptero da Brigada Militar

Viaturas de várias cidades participaram das buscas que iniciaram em Montenegro, prosseguiram em Capela de Santana e terminaram em Nova Santa Rita – Crédito: Reprodução/FN

Por volta de 9h50, o Setor de Inteligência da Brigada Militar de Montenegro avistou uma automóvel Prisma, de cor vermelha e placas de Capão da Canoa. O carro suspeito estava trafegando pela RSC 287, na altura do bairro Santo Antônio, perto da rodoviária de Montenegro. Foi quando iniciou o acompanhamento ao veículo. Pelo modelo e cor do carro, a suspeita era de que pudesse ser de um morador da localidade de Bananal, em Pareci Novo, que se encontra desaparecido desde a última quinta-feira.

 

Fugitivos abandonaram o carro e tentaram escapar pelo mato, mas foram capturados – Reprodução/FN

Os dois ocupantes do Prisma não obedeceram a ordem de parada e fugiram em alta velocidade pelas RSC 287, seguido depois pela RS 240 e em Capela de Santana acessaram ao interior do município, trocando tiros com os policiais. Viaturas da Brigada Militar de Montenegro, Capela de Santana, Portão, São Sebastião do Caí, Pareci Novo, Canoas e Nova Santa Rita, mais da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Estadual, e o helicóptero Guapo da BM, participaram do cerco. Na estrada da localidade de Sanga Funda, já em Nova Santa Rita, os fugitivos abandonaram o veículo e tentaram fugir pelo mato, mas foram capturados.

Helicóptero da Brigada Militar ajudou nas buscas – Reprodução/FN

Segundo a Brigada, os dois indivíduos têm vasta ficha criminal e estavam com uma arma, além de outros objetos suspeitos que estão sendo averiguados. De acordo com a BM, um estava foragido e o outro em liberdade condicional. Entre os antecedentes estão furto e roubo de carga e por isso a suspeita que possam integrar alguma quadrilha. Foram encaminhados para a Delegacia e a Polícia Civil será a responsável pela investigação.

Fonte Fato Novo

O conteúdo do RS Agora é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Notícias da Semana