Conecte-se conosco

Polícia

Policial morre em operação de combate a crimes rurais e comércio ilegal de armas no RS

Publicado

em

Um policial civil e um suspeito foram mortos durante uma operação na manhã desta terça-feira (16) em Montenegro, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Segundo a chefe da Polícia Civil, Nadine Anflor, um outro policial foi baleado no rosto e encaminhado ao hospital da cidade. Ele está fora de perigo.

Conforme a polícia, o policial que morreu foi identificado como Edler Gomes dos Santos, de 54 anos.

A operação estava ocorrendo em 37 municípios do Rio Grande do Sul com o objetivo de combater crimes rurais. Estavam sendo cumpridos 84 mandados de busca e apreensão. A delegada acrescentou que a operação, que tinha previsão para durar o dia todo, deve ser cancelada.

“Ainda tem colegas cumprindo alguns mandados, mas vamos cancelar os demais trabalhos. O que aconteceu desestabiliza todos nós”, afirma Nadine.

A delegada contou que ainda não tem muitas informações porque o sinal de telefone no local é ruim. Ela está se deslocando para o Montenegro.

“O que temos de informação é que os policiais foram recebidos a tiros durante o cumprimento de um mandado”, acrescenta.

A operação investiga casos de abigeato, comércio ilegal de armas de fogo e munição, crimes ambientais e furto e roubo de propriedades rurais. Até as 9h, 10 pessoas tinham sido presas.

Foto: Bernardo Bortolotto

Nota da Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento do escrivão de polícia Edler Gomes dos Santos.

Edler faleceu nesta manhã, 16 de julho de 2019, durante cumprimento do seu dever como policial e defensor da sociedade, enquanto cumpria ordem judicial durante operação policial em Montenegro. O policial civil foi alvejado com disparo de arma de fogo durante a ação.

Edler, 54 anos, se formou em 2010 e estava lotado na Delegacia de Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc).

A Polícia Civil se solidariza com a dor dos familiares, policiais e amigos, diante desta perda irreparável.

Foto: Jeferson Ageitos

O conteúdo do RS Agora é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Notícias da Semana